PALMAS

FINANÇAS

Secretaria da Fazenda revisa Planejamento Estratégico para o exercício de 2023

Publicados

FINANÇAS

O Planejamento Estratégico da Secretaria da Fazenda está passando por uma revisão geral que engloba missão, visão e objetivos estratégicos, adequando-os à situação atual da pasta e do Governo do Estado. “Planejamento é instrumento dinâmico, que precisa de avaliações e atualização periódicas, companhando a execução das ações e a novas necessidades da gestão pública”, observa o secretário da Fazenda Júlio Edstron Secundino Santos.

A revisão para o exercício de 2023 acontecerá em três módulos, tendo como objetivo de orientar os gestores e servidores em funções gerenciais quanto à elaboração do Planejamento Estratégico nas etapas de diagnóstico, análise de ambiente e construção de mapa estratégico, elaboração de planos de ação, projetos e programas a serem desenvolvidos e executados pela Sefaz.

O primeiro módulo, Seminário e Oficina de Planejamento Estratégico iniciou ontem, dia 17, e encerra nesta sexta-feira, dia 18, com palestra do consultor Carlos de Assim, na Escola de Gestão Fazendária Antônio Propício de Aguiar Franco, tendo como foco a etapa de diagnóstico.

O segundo módulo será dias 7 e 8 de dezembro, quando será abordada a análise de ambiente. E, fechando a agenda da revisão, 13 e 14 de dezembro, mapa estratégico e oficina de projetos e planos de ações.

Leia Também:  Assembleia Legislativa aprova orçamento de R$ 10,9 bilhões para o Tocantins

A assessora de Planejamento da Sefaz, Danielle Machado lembra que “o planejamento estratégico, de forma ampla, orienta e reorganiza a busca de melhores resultados para a Instituição, além de prevê, minimizar os inibidores dos resultados e maximizar os facilitadores nos processos de tomada de decisão mais assertivas”. Ela também alerta que “é de suma importância a participação de todos na construção das estratégias da Sefaz de forma participativa, para que todos se sintam parte no alcance dos resultados”.

A primeira etapa da revisão foi bem recebida pelos servidores, com mais de 100 deles, da sede e das delegacias, participando das atividades na Egefaz.  “Está sendo um momento ímpar para que a equipe técnica da Sefaz tenha uma visão compartilhada de um Mapa Estratégico funcional e relevante objetivando trazer mais dinamismo, fortalecimento e crescimento institucional”, diz a servidora Kátia Ribeiro.

Para o servidor João Herculano “a realização das oficinas é muito importante porque permite a interação entre os servidores e gestores em relação ao tema abordado. Para o Planejamento Estratégico a relevância ainda é mais, por necessitar do envolvimento e participação de todos os servidores, em especial o comprometimento dos gestores”.

Leia Também:  Secretaria da Fazenda recebe da Receita Federal kits tecnológicos para Game Jam

Fonte: Sefaz – GOV TO

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

FINANÇAS

Ouvidoria da Secretaria da Fazenda do Tocantins conquista 1º lugar no Prêmio Ouvidoria Destaque

Publicados

em

A Ouvidoria da Secretaria da Fazenda (Sefaz) foi a primeira colocada no Prêmio Ouvidoria Destaque, promovido pela Controladoria Geral do Estado (CGE-TO) com o objetivo de estimular, reconhecer e premiar as unidades pelas boas práticas realizadas. O resultado final foi divulgado nesta quinta-feira, 17, na página da própria CGE-TO.

Para alcançar o primeiro lugar, a Ouvidoria Sefaz atingiu a nota 9,50 na análise dos critérios exigidos no edital do certame: plano de ação da unidade de ouvidoria setorial; atualização da Carta de Serviços; curso de certificação em ouvidoria; e relatórios de gestão, dentre outros.

O secretário da Fazenda, Júlio Edstron Secundino Santos, disse que esse resultado demonstra o empenho da equipe da Sefaz de organizar, planejar e agilizar soluções para melhoria na prestação dos serviços públicos. “É uma vitória não só da Sefaz, mas de todo o Governo do Estado, pois a tendência é que todas as unidades setoriais de ouvidoria melhorem a partir dessa ação da Controladoria Geral do Estado”, afirmou.

Já a chefe da ouvidoria Gláucia Pereira Braga avaliou que o Prêmio provocou um maior entendimento da importância do real papel da Ouvidoria. “Além de receber e encaminhar as demandas dos cidadãos, a Ouvidoria consolida relatórios que auxiliam os gestores nas tomadas de decisões”, destacou.

Leia Também:  Câmara municipal aprova Refis 2021 para contribuintes de Palmas

O secretário-chefe da CGE-TO, Senivan Almeida de Arruda, ressaltou que a Ouvidoria é um setor essencial na construção da democracia participativa. “O controle social e a participação da população nas decisões de governo passam pela atividade desempenhada pela Ouvidoria no seu papel de escuta, portanto, é uma unidade de extrema importância que atua para fixar direitos e contribuir com a efetivação da cidadania”, concluiu. 

O segundo no lugar do Prêmio ficou com a Agência Tocantinense de Regulação (ATR), com nota 7,75, e a na terceira colocação, a Secretaria da Saúde (SES), com nota 7,50.

(Colaboração da CGE-TO/Governo do Tocantins)

Edição: Luiz Melchiades

Fonte: Sefaz – GOV TO

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA